Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Alarde da Vilariça

por Tiago Azevedo, em 01.04.16

Para todos os meus amigos arquitectos em lisboa: Ocorreu-me uma ideia interessante, que vos queria comunicar. Nem toda a gente sabe o que foi o chamado “Alarde da Vilariça”, mas eu passo a explicar: - no tempo do rei D. João I, e perante as ameaças tanto de ordem externa ( Castela ), como interna, el-rei convocou todas as tropas que lhe eram leais para se reunirem numa extensa planície em Trás-os-Montes, no lugar, exactamente, de Vilariça.


Não havia inimigos visíveis, nem batalha iminente a travar. O objectivo desta concentração ( os franceses chamam-lhe “rassemblement” ) era apenas causar uma forte impressão, e dissuadir assim os adversários de encetarem quaisquer actos hostis. Por isso se designou este acontecimento por “alarde”.

Por que é que me lembrei deste acto histórico? Pois porque havendo tantos inimigos e tantos obstáculos que se erguem contra o exercício da nossa profissão e sendo os Arquitectos em número tão elevado, por que não pensarmos na realização de um “alarde arquitectónico”, que impressionasse tão fortemente a opinião pública e fizesse recuar aqueles que prejudicam a nossa classe?


Imagino, por exemplo, a concentração dos onze mil Arquitectos num local simbólico, suponhamos, por exemplo, o Parque de Monsanto, no Auditório Keil do Amaral, num belo dia de sol, todos brandindo os seus tês reluzentes, e dali avançando até ao centro de Lisboa, que atravessariam gritando palavras de ordem, cuspindo e atirando bosta às obras indignas que fossem encontrando no caminho, seguindo até terminar a caminhada gloriosa no Parque das Nações, sob a pala do Arquitecto Siza Vieira ( sem esquecer o Engenheiro Segadães Tavares, que seria mencionado ).

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estupidez vs Tecnologia

por Tiago Azevedo, em 10.02.16

Existe ou não existe uma relação entre evolução tecnológica com evolução de estupidez humana?


Eu acho que sim e vou comprovar com um exemplo muito simples.


Responde-me a esta simples pergunta: quando recebes uma chamada no teu telemóvel e vem com número anónimo, qual é a tua reacção?

1 - Atendes e estás na tintas para quem é?

2 - Atendes mas ficas irritado(a) por não saber quem é

3 - Não atendes pois como é anónimo não sabes quem é.

Vamos então à minha teoria(nada tem haver com a teoria do outro parvo que se chama Nilton, também que belo trocadilho que ele fez Teoria Nilton vs Newton, não há pachorra): Com a evolução tecnológica existem produtos/serviços que nos vieram facilitar a vida e ao mesmo tempo complicá-la, mas isso é conversa para outro dia no blog.
Às vezes fico surpreendido com certas pessoas ao ficarem muito chateadas quando recebem uma chamada anónima, argumentando que só dão o número de telemóvel a pessoas conhecidas.


E pergunto eu: e quando tinham telefone fixo, ao atenderem já sabiam quem ia ligar? Não vai dar ao mesmo?

É habitual recebermos números anónimos quando vêem de empresas. É normal quando se faz um rechamada o número não aparecer.

Enfim, acho que as pessoas arranjam problemas onde eles não existem, se os telemóveis não tivessem essa função as pessoas atendiam todas as chamadas ou não?

 

Eu chamo a isto, a estupidez humana...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D